São tantos os desejos para o novo ano que eu estou ansiosa. Quero o carro da minha vizinha, a disposição daquela atriz-de-sucesso-mãe-esposa-embaixatriz, uma semana no melhor resort paradisíaco, o corpo das modelos de revista sobre boa forma, a inspiração e a disciplina do autor de vários best-sellers, a casa da exposição internacional de decoração. Está duvidando? Eu olho e quero e a mídia me diz que posso ter tudo isso agora!

Vamos aplicar um filtro nestes desejos todos. Analiso aqueles que são mais em função de outra pessoa e nem sei bem como apareceram na minha lista. Deixo de lado os que trazem apenas prazer imediato, mas não são realmente bons para mim. Elimino os que vão contra os meus valores e farão com que me sinta culpada. Me preparo para aqueles que esbarram nas minhas limitações de competência, tempo ou dinheiro. O que sobrou?

Na era dos excessos, observo que muitas pessoas bem sucedidas vão na contramão. Elas escolhem um sonho por vez, um segmento de negócio, uma estratégia, um estilo, elas priorizam o tempo todo. Não se trata de tentar congelar todos os outros assuntos da vida, claro, mas sim de dar sempre mais atenção, preferência no uso do tempo, dinheiro e energia ao que se escolheu como principal. A diversidade é excitante, a novidade é divertida, e só. Não geram resultado, não permitem realizar nada de concreto, porque a pessoa está sempre dividida e nunca centrada. Sonhar é fundamental, desejar é saudável, principalmente quando conseguimos passar da teoria para a prática e concluir o que começamos.

Um dos maiores fatores de stress é aquela sensação de que não vai dar, quando você já tinha certeza de que iria conseguir. Então não caia na armadilha de criar expectativas exageradas, para depois viver a decepção de lembrar que não é super-herói. Nossa capacidade de realização é espantosa sim, desde que esteja focada em poucas coisas de cada vez. Alimentar seus desejos é muito gostoso, mas se tentar realizar todos eles, fará de si mesmo um inimigo.

A publicidade é uma ferramenta poderosa, que pode ser bem ou mal utilizada – questione tudo, inclusive estas minhas palavras!

Anúncios