março 2012


Alerta importante do Clube dos Vira Latas

Muita gente não sabe, mas a Páscoa representa um grande pesadelo para muitas entidades de ajuda aos animais, devido à maciça venda de coelhos como presente e seu posterior abandono. Levados pelo impulso, muitos pais acabam comprando coelhos para seus filhos, sem conhecer a natureza destes animais.
Portanto, antes de optar por comprar ou mesmo adotar um coelho, existem algumas coisas que você deve saber:
• Coelhos vivem entre oito e dez anos, o que torna a adoção um compromisso de longo prazo. Eles exigem cuidados veterinários regulares, muitas vezes, de especialistas, que podem custar caro.
• Crianças, muitas vezes, querem um coelho para pegar no colo e fazer carinho. Porém, por natureza, a última coisa que um coelho quer é ser apanhado. Coelhos são animais de presas e apanhá-los ou segurá-los no colo, pode lhes dar a sensação de terem sido capturados por um predador. Por isso, eles podem morder e arranhar fortemente na tentativa de se soltar, ferindo crianças e adultos desavisados.
• As costas de um coelho são muito frágeis e uma pequena queda pode lhe causar sérios ferimentos. Por isso, coelhos não são aconselhados para crianças menores de oito ou nove anos.
• Coelhos gostam de roer coisas. Cabos e fios espalhados pela casa serão certamente alvo de seus dentes, podendo trazer prejuízos financeiros, além do risco de morte dos mesmos pela eletricidade.
 • Coelhos não vivem bem isolados de outros coelhos. Tornam-se tristes e deprimidos. O ideal para uma família que resolva criar um, é dar lhe um companheiro e bastante espaço.
• A reprodução de um coelho é muito rápida. Sua puberdade ocorre aos 120 dias de vida e sua gestação tem duração de apenas 28 dias. Em uma única ninhada, nascem de 7 a 12 filhotes e a fêmea volta a entrar no cio 14 dias após o parto.
• Como todo animal, o coelho precisa de comida e água, mas feno é importante para eles também.
• Coelhos, como pessoas, não gostam de gaiolas e ficam deprimidos quando são obrigados a viver em uma.
Por tudo isso, pense muito bem antes de comprar um coelho para seus filhos ou para si. Lembre-se que você estará assumindo a responsabilidade por uma vida, que sempre será dependente de você.
Compartilhe esta informação e ajude a salvar milhares de coelhos.
O Clube dos Vira-Latas agradece.
Anúncios

Se você pretende viajar para o exterior, pode trocar o seu dinheiro em bancos ou casas de câmbio, leia boas dicas no Viajanet.

O trabalho voluntário é um favor aos outros e a si mesmo. Para começar, inspire-se nas histórias a seguir, pegue um dado e siga as casas do desenho. É fácil ajudar!

E se a gente vivesse sem dinheiro? Por um mês, a Bia tentou não pôr a mão no bolso. E, assim, vivendo na pindaíba, ela descobriu o real valor do que consome, veja o relato dela em Minha vida sem grana.

Em um mundo onde tudo já está pronto e à venda, parar e encontrar tempo para produzir algo por si mesmo Com a mão na massa pode ser fonte de satisfação e de relaxamento.

Em Graças à vida leia como ser grato ajuda a lembrar que a vida é boa e vale a pena ser vivida. Tão elementar quanto a existência, ela fortalece nossas relações e nos dá a melhor vida possível.

Saindo um pouco das finanças…

Artigos e vídeos sobre os índios, um rico site sobre esse povo de rica cultura!

Conheça o Índio Educa!

Na sexta passada, o Globo Repórter abordou as finança pessoais novamente, com ênfase nos poupadores. Conheça algumas histórias de superação,  prosperidade e realização de sonhos, como a faxineira que comprou apartamento pertinho de frente para o mar.

O segundo homem mais rico do mundo é considerado o mais generoso de todos. Entenda porque no texto do Estadão.

A revista casa e jardim entrevistou uma blogueira que usa muitas peças garimpadas em feiras de usados e afirma que Decorar não é caro nem difícil. Simples e boas ideias são os 10 segredos para uma casa mais feliz.

Vale o clique o guia Mitos e verdades na hora de comprar o seu imóvel.

Próxima Página »