Continuo vendo casos em que a pessoa deve 10x o que ganha!

Depois das contas feitas a pessoa leva um susto e muitas vezes nem sabe como chegou a este ponto…

Não comece 2013 assim, ninguém merece viver isso, tome as providências necessárias!

Anúncios

Cliente mais que especial que vem adotando novos hábitos e construindo sua prosperidade:

“Tenho me sentido muito mais tranquila podendo visualizar minhas entradas, as dívidas que ainda tenho pela frente e dessa maneira podendo reestruturar as despesas do dia-a-dia.
Sinto que a visualização me deixa bem ciente e atualizada sobre minha situação financeira e assim penso melhor antes de comprar qualquer coisa.
Isso é básico, eu sei, mas sentir isso (e não apenas entender racionalmente) é muito legal.
Tenho muito a te agradecer por esse trabalho.
Algo aparentemente tão simples gera uma transformação tão grande.”

Obrigada e continue firme!

Opinar sobre a vida alheia é andar em campo minado, pode terminar bem ou mal, nunca se sabe onde está a bomba nem qual será o estrago em quem pisar nela. A travessia é sempre tensa e deve ser evitada, mas alguns estão sempre lá…

Tenho a mania de manifestar minhas opiniões. Fui amadurecendo e percebendo que isto é bem delicado, um palpite errado ou na hora errada ou para a pessoa errada pode prejudicar um bom relacionamento. Conheci a humildade e o respeito ao espaço alheio, que me fizeram rever meus conceitos. Observei as pessoas que falam pouco, orientais para quem a opinião individual não é o mais importante, pessoas que apoiam e ajudam com ações e não com palavras, pessoas que aconselham uma coisa e fazem outra, pessoas que não se interessam por opiniões alheias e até as que ficam irritadas e ofendidas com qualquer tipo de palpite. Já me senti patética dando conselhos, já me cansei de palpites recebidos e até enjoei de auto-ajuda…

Um dia resolvi colocar a minha mania para trabalhar para mim e para os outros sendo consultora – já que ela está sempre presente, que seja útil. Isto fez com que eu desse vazão a uma necessidade minha, desenvolvesse a arte de aconselhar (agora profissionalmente) e ainda fosse paga por isto. Só que assim a mania cresceu! Agora eu consigo ajudar mais, porém preciso ter o dobro do cuidado para não invadir o espaço alheio dos amigos, parentes e até mesmo na consultoria, pois me sinto mais apta a dar conselhos. Preciso me lembrar do direito de cada um de seguir seu próprio caminho e até de cometer seus erros e aprender com eles. Cada caso merece um tratamento especial.

Recebi inúmeros agradecimentos por ter ajudado muita gente, fiz a diferença muitas vezes justamente por ter falado o que “não deveria” ou sobre coisas que não me diziam respeito. E da mesma forma já aprendi muito com gente inconveniente que me aconselhou causando mal estar na hora, mas uma lição útil depois de alguma reflexão. Normalmente o conselho gentil é duplamente eficaz – pelo conselho e pela gentileza. Mas há momentos em que temos que ser diretos, as palavras fortes e agressivas causarão muito mais impacto. Alguém precisa se rebelar, protestar, contestar e questionar ou as coisas nunca mudam.

Onde está o limite? Para mim a resposta está novamente no amor. Procuro olhar para o outro ser humano com genuína vontade de ajudar. Penso bem antes de me manifestar: Ele precisa mesmo da minha ajuda? Ele sabe que precisa ou pediu ajuda? Ele está pronto para receber ajuda? Eu estou pronta para dar a ajuda de que ele precisa no momento certo para ele? Eu estou sendo invasiva e mal educada? Filtros assim evitam atritos desnecessários. Vamos tentar compartilhar nossa sabedoria e não nossa neurose…

Digamos que eu seja uma boa cozinheira para sobremesas e tenha uma especialidade: doce de leite com coco e canela. Sabendo que vou receber uma visita muito querida, faço com o maior carinho o doce que eu adoro e muitas pessoas elogiam. A visita chega, começa a comer com alegria e logo me pergunta se o doce contém canela. Ela passa mal e me explica que gosta de canela, mas tem alergia. A partir daí, a responsabilidade é minha se continuar a oferecer doces com canela a esta pessoa. Não importam as minhas sinceras intenções de agradá-la nem meu capricho no preparo dos doces, eu preciso aceitar que eu dou uma delícia que me faz bem e ela recebe um veneno que lhe faz mal. Se eu me esquecer ou menosprezar isso, estarei fazendo por mim e não por ela, estarei atrapalhando e não ajudando. Melhor comer outra coisa.

Você prefere sair bem na foto ou no filme?  Será que financeiramente o mais importante é onde você está agora ou para onde está indo e a que velocidade? Será que o mais importante é estar de pé agora ou ter a capacidade de levantar-se sempre que cair?

Depois de ver pessoas, famílias e empresas em que a aparência é maquiada, o patrimônio é oco e a trajetória é altamente oscilante, eu prefiro ajudá-los a sair bem no filme do que na foto! Vamos em busca da prosperidade!

Laila, mais um caso de sucesso:

“Saí de uma situação de um défict mensal de 600 reais, mais a prestação da casa e do carro para outra situação na qual    não tenho nenhuma dívida (nem mesmo casa, carro e etc), tenho uma reserva líquida de dinheiro além daquela que deposito no plano de previdência privada, comprei um carro a mais para a minha filha e paguei a vista, tinha como meta fazer uma viagem internacional com minha filha, minha irmã e minha mãe e já fizemos 2 viagens neste período.”

Detalhe – não fez orçamento e tem uma família grande, fatores que costumam complicar um pouco as coisas…

Parabéns, você merece até mais!

Rosana fez o curso de planejamento e finanças pessoais e logo em seguida começamos a consultoria. Nesta época havia uma planilha de dívidas (mais de 10 vezes a receita) e muitos hábitos financeiramente perigosos. O resultado de anos de dedicação está aí, maravilhosamente sólido e real!

“O nome da minha vitória é Rosana! Pude com muito esforço deixar de dar gols contra, mesmo enxergando pouco eu corria,… eu imitava , eu lia e tentava. Hoje o meu cérebro parece que reverteu e está deletando as informações do passado.

 

Eu estou fazendo terapia para resolver os conflitos do passado, sempre lendo um livro relacionado às finanças pessoais, reservando todo mês uma parte da minha receita para aplicar e ainda conseguindo a casa própria.  Com isso posso curtir mais o amor dos meus filhos e viver melhor, na simplicidade de pagar à vista, na tranqüilidade de ver um saldo positivo e na segurança de saber negociar o que for preciso.

 

Ainda faço doações e ajudo uma criança de baixa renda em tudo o que eu considero importante para a cidadania dela, especialmente educação e saúde. A paz que Deus me trouxe na consciência vale à pena. É para ele que estou plantando, já que me fez sua jardineira. Deu resultado, transformei compulsão em investimentos em mim e no meu próximo!”

  

Parabéns por começar 2009 como investidora (já tem 3 vezes a receita), alegre e confiante!

Eu aproveito para agradecer a Deus por mais um caso de sucesso!

cofre-mae
“A consultoria foi uma experiência transformadora na minha vida e da minha familia, hoje temos planejamento, gasto consciente, além de uma reserva, não vivemos mais aflitos e nem no vermelho. Essa mudança foi tão significativa que levamos o conhecimento da consultoria para outros setores como alimentação, compras e etc…

Até minha filha já aprendeu lidar com o dinheirinho dela, juntando suas moedinhas e comprando o que gostaria, o sucesso foi tão grande que hoje todas minhas sobrinhas tem cofrinho.

Seria maravilhoso que todas as pessoas pudessem se transformar como você fez comigo e viver bem melhor como estou agora!

Obrigada!”

Laryssa Andrade

* Eu é que agradeço, a honra de participar dessa história!