Curiosa a história do ladrão que não levou todo o dinheiro e ainda deixou bilhete dando conselhos à vítima

Mais interessante ainda é o juiz que determina uma pena comum acrescida da obrigação de indenizar pessoalmente a vítima! Todo o processo é bem pensado – como eles ganham o dinheiro, de onde vem e para onde vai o dinheiro que eles ganham.

Anúncios

Depois do polêmico programa A Liga ter denunciado esquemas de trabalho escravo envolvendo os bolivianos costurando para um fornecedor da loja Zara, muitas pessoas ficaram chocadas e outros nomes ficaram em evidência: Collins, Pernambucanas, C&A, 775 e Marisa.

Os escravos modernos não tem cor ou raça específica, mas trabalham duro e ganham pouco dinheiro, liberdade restrita, baixo conforto e segurança precária. No final do processo, a maioria destas roupas é vendida a centenas de reais e cada um dos trabalhadores recebeu apenas alguns centavos por ela. Confira na revista Exame.

Aproveitar-se do desespero alheio não é inteligência financeira!